1 Comentário


  1. Penso que cada músico, precisa de um direcionamento quando o assunto é desenvolvimento de uma rotina prática de estudo. Quando ouvir se tornar um hábito de assimilação, um contexto analítico, penso que estamos caminhando na direção certa! Absorvendo essas dicas valiosas, partimos para uma conduta de um comportamento musical prazeiroso, divertido, mas de foco extremamente sério e respeitoso, que é quando conseguimos misturar o processo analítico, com o conjunto de nossas emoções! Obrigado Márcio por sua contribuição nesse processo. Valeu amigo!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *